Lilly Allen encarna diabo em vídeo e quer ser divindade para fãs

Mensagens subliminares não são novidade em clipes de música. Letras com trocadilhos e duplo sentido também não. Para quem não fala inglês talvez muito disso não importe. Contudo, a cantora pop inglesa Lilly Allen está chamando atenção da mídia com sua nova música justamente por isso. Na terça-feira (22), Allen lançou o vídeo da música “Sheezus”, que dá nome ao seu próximo disco. Trata-se de um trocadilho com a palavra (she) e Jesus, ou seja, um “Jesus mulher”.

Para alguns, a letra mostra apenas a insatisfação da cantora de ter de concorrer num mercado tão povoado de estrelas como Rihanna, Katy Perry, Beyoncé e Lady Gaga. Todas elas mencionadas na letra da canção, onde Allen diz que veio para assumir o primeiro lugar em popularidade.
Não é à toa que a letra da canção diz “Ficar em segundo não é o bastante para as divas”. Contudo, não é apenas uma provocação a outras cantoras. O lançamento mundial do álbum ‘Sheezus’ deve ocorrer dia 2 de maio e a música em breve deve estar em todas as paradas (e rádios) do mundo.
Em entrevistas anteriores, Lily havia explicado que a opção pelo nome Sheezus seria para marcar sua tentativa de ser “uma nova divindade da música pop”.
Com efeitos de animação um tanto toscos para os dias de hoje, a cantora se mostra meio neon, meio alienígena (Avatar), ora com olhos de cobra, ora com chifres… Perto dos dois minutos e 45 segundos do vídeo, sua imagem se assemelha muito a imagem popular de Satanás. Além disso, uma cruz invertida é projetada em sua testa durante alguns segundos.
Quando analisada de perto, é possível ver que a letra tem várias referências a questões espirituais: “Ficar em segundo não é o bastante para as divas/ Me dê a coroa, vadia/Eu quero ser Sheezus (Jesus mulher)/ Seja legal comigo, e eu posso te fazer meu discípulo/ Estou entediada de novo, saia por aí e diga/ Aos seus amigos para se juntarem à nós/Se entreguem para mim, eu sou a sua líder/ Me deixe ser a Deusa”. Some-se a isso o fato de ela ter posto um jesus crucificado e mumificado em vídeo anterior (Air Baloon).
Curiosamente, em 2011 a mesma Lilly Allen falava em como havia se convertido, largado as drogas que frequentava uma igreja cristã na Inglaterra.
Por uma estranha coincidência, o novo vídeo de Allen é lançado no mesmo mês que o clipe da música “G.U.Y”, da cantora americana Lady Gaga, cuja letra faz invocações pagãs e apresenta imagens com fortes referências sexuais. Perto da metade, aos 2 minutos, Gaga aparece “ressuscitando” Jesus. Seu sangue é colhido para uma espécie de clonagem que produzirá centenas de cópias biológicas deles no final do vídeo.

Assista (o conteúdo pode ser considerado ofensivo):

Ajude a divulgar. Compartilhe!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *