utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Porque Jesus nos chama de "sal da terra"

São vários os nomes que Deus dá aos Seus filhos na Bíblia. Alguns são: ovelhas, irmãos, pequeninos, etc. Quando Jesus disse que somos o "sal", Ele está nos lembrando de que temos a oportunidade e a responsabilidade de ser uma influência no mundo. É interessante que estes versos devem seguir as Bem-aventuranças.  Nas bem-aventuranças, Jesus apresenta algumas qualidades que devem estar presentes na vida de cada cidadão do Reino.


Quando possuímos estas características, somos uma positiva influência e fazemos a diferença no mundo que nos rodeia. Quando estamos vivendo os padrões do Senhor Jesus em nossas vidas, seremos como sal e luz. Agora, a luz é uma qualidade externa que permite que se veja. Assim como uma cintilante, cidade de pedra calcária sentada no alto de uma colina não pode ser escondida por causa da luz proveniente de suas paredes, o cristão que brilha com o brilho do Senhor Jesus não pode ser oculto da visão do mundo. Em outras palavras, seu testemunho vai sair de você. Aqueles em torno de você vão vê-lo e ser tocado por ele.


Esta noite, eu gostaria de me concentrar na ideia de sermos chamados de "sal".


Neste versículo, Jesus faz três declarações que precisam ser consideradas e compreendidas por cada filho de Deus. Vamos refletir juntos sobre o pensamento “vós sois o sal da Terra”.

As pessoas em geral não percebem a importância do sal na manutenção da vida e na saúde de seus corpos.
Uma porcentagem exata está sempre presente na nossa corrente sanguínea, e qualquer desvio desta quantidade pode resultar em doença e até mesmo a morte.

O sal é um sustentáculo da vida também. Por esta razão a água do mar é apoio de organismos muito mais do que a água doce. Como conservante, retarda a deterioração. Também é um condimento excelente, acrescentando sabor e entusiasmo a nossa comida.


Sal nas Escrituras fala de:

1. Símbolo de um pacto vinculativo (Levítico 2:13)
2. Cura e auxílio na limpeza (II Reis 2:20-21)
3. Um estimulante para o apetite (Jó 6:6)
4. Como adubo (Lucas 14:34-35)
5. O promotor da paz (Marcos 9:50)
6. Um estimulante para o nosso testemunho (Mateus 5:13)
7. Uma evidência da graça (Colossenses 4:6)



Somos chamados de sal por causa da...



A. Nossa capacidade de preservação – 

O sal livra da putrefação e decomposição! É esfregado na carne para preservá-la. Sodoma e Gomorra - Gênesis 19. Eles poderiam ter sido salvos pela influência de preservação de apenas 10 homens justos. Assim, é no Brasil de hoje! Estou convencido de que a presença e as orações dos "salgados" cristãos faz mais para preservar esta nação que qualquer outra coisa que poderíamos nomear. É a justiça dos filhos de Deus que fizeram o Brasil e é o que mantém este país de ser julgado hoje, Provérbios 14:34. 

B. Nossa capacidade penetrante –

O sal penetra e se infiltra em tudo o que toca. É uma substância agressiva.
O início da Igreja - Atos 8:1, 4; Atos 17:6. Penso que temos sido chamados pelo Senhor para ser uma força ativa no mundo que nos rodeia. A igreja deve ser um exército de militantes destruindo os portões do inferno, Mateus 16:18. 

C. Nossa capacidade purificante - 

O sal tem uma capacidade de limpeza notável. II Reis 2:19-22 - Eliseu purificou as águas de Jericó com sal.
Nos tempos antigos, os recém-nascidos eram lavados em água salgada para limpar seus órgãos e para dar firmeza à sua pele, Ezequiel 16:4. O sal em uma ferida pode limpar a área. Frequentemente, os cristãos têm um efeito purificador sobre o mundo ao seu redor. Eles devem se comportar de maneira diferente quando o filho de Deus se aproxima. Não se ofenda se eles param de falar quando você se aproxima. Só agradeça a Deus que você está agindo como uma força purificadora no mundo ao seu redor. Toda oferta era para ser feito com sal. Levítico 2:13. Assim é com as nossas vidas. Temos que oferecer a nossa vida como oblação Senhor, Romanos 12:1-2. Quando o fazemos, isso prova vale a pena o nosso sal!

D. Nosso capacidade de ser agradável – 

Trazendo o melhor. Sal acrescenta e dá sabor aos alimentos. Na verdade, existem alguns alimentos que são melhores para serem comidos, se não houver sal! Assim também, o cristão deve dar sabor mundo ao seu redor. Como sal, devemos então viver a nossa vida de maneira que levemos o melhor aos que nos rodeiam. Isso é o que Jesus fez uma e outra vez, e é o que você e eu deveríamos estar fazendo para a Sua glória! Filipenses 1:27 

E. Nossa capacidade de envenenamento – 

O sal mata algumas coisas! Já derramou sal em uma lesma? Lesmas e sal não se misturam! Sal derramado sobre um gramado vai matar a grama. Muito sal não é bom para a sua pressão arterial. Abimeleque, em Juízes 9:45, tomou uma cidade e espalhou sal para evitar que o terreno fosse utilizado para o cultivo. Ele matou os campos com sal. Da mesma forma, quando o verdadeiro cristianismo é semeado nas vidas, lares e comunidades do mundo, algumas coisas serão mortas. Nós podemos fazer um impacto no nosso mundo pelo simples fato de o cristianismo ser um veneno puro para o pecado. Quando Jesus entra em uma vida que está, bebendo, xingando, brigando, odiando, matando, drogando, perdendo a vida, etc., então todas estas coisas são condenadas à morte em nome de Jesus - II Coríntios 5:17. 


F. A nossa capacidade de promover – 

O sal cria sede nas pessoas que estão expostos a ele! Como o sal, o cristão tem a maravilhosa oportunidade de promover uma sede de Jesus no mundo. Lembra-se do que o Senhor nos disse? Ele disse que, “do nosso interior fluirão rios de água viva” - João 7:37-38. Quando nós vivemos como os cristãos devem viver. Quando nós levamos o convite de Jesus a sério e vivemos certos, olhamos certo, agimos certo, falamos certo, cultuamos certo, vestimos certo, e etc. Então nós temos a capacidade de criar uma sede de Jesus nos corações daqueles que nos rodeiam. Quando isso acontece, nós podemos apontar os homens para Jesus e compartilhar com eles a água da vida. 

Infelizmente, a maioria dos cristãos não promove a sede, mas em vez disso o ridículo. Também muitas vezes, vivemos vidas precárias e imorais e o mundo vê e diz: "Por que eu deveria receber a Jesus? Eu vivo tão bem como aquela multidão que está na igreja!" A verdade é, que muitas vezes eles estão certos! Vamos viver de modo que possamos provar que estão errados. Nossa vida deve ser irrepreensível, se quisermos criar uma sede de Deus no mundo que nos rodeia!
Nunca devemos dar motivo para alguém dizer: Se isto é um cristão, então eu nunca quero ser um. Pelo contrário, nossas vidas devem motivar as pessoas a dizer, "Isso é o que eu quero para a minha vida” 


G. Nossa comprovada capacidade – 

O sal muda quase tudo o que toca. Alimentos, gelo, etc. Somos chamados para sermos termostatos e não termômetros no mundo que nos rodeia. Temos de ser os instrumentos que Deus pode usar para implementar a mudança em um mundo perverso. Quando isso for verdadeiro, o cristianismo do novo testamento tocará este mundo pecaminoso e perverso, haverá mudanças. Nós só precisamos ter certeza de que estamos mudando o mundo e não o contrário! A mentalidade moderna, "Nós temos que ser como o mundo para ganhar o mundo".Vamos ganhar muito mais, se formos como Jesus!


Um perigo a evitar


O sal era muito valioso no mundo antigo. Tão valioso, na verdade, que as legiões romanas tinham frequentemente os seus salários pagos com sal. Naquela época o sal era uma iguaria muito cara, que podia ser trocada por alimentos, vestimentas e outros.Latim salarium argentum, que significa “pagamento em sal”. É daqui que vem a expressão, SALÁRIO. 

Era possível o sal naqueles dias perder o seu sabor. O sal utilizado então era muito diferente do que vemos hoje. O nosso sal é um composto químico chamado de cloreto de sódio.
O sal usado no mundo antigo era extraído ao longo das falésias de sal do Mar Morto, que eram de 7 quilômetros de comprimento e várias centenas de metros de altura, era evaporado das águas do Mar Morto. De qualquer forma, era sempre misturado com minerais ou vegetais. Quando esta substância era exposta aos elementos ou quando ele tocava a terra, o sal perdia o seu salgado gosto. Mesmo o sal da superfície que era escavado a partir das falésias era descartado, porque a exposição à luz o tornava insípido. Este sal insípido também perdia todas as qualidades que o faziam tão valioso e procurado.

É possível os cristãos perderem a sua salinidade também. Isto acontece quando nós, como o sal, nos tempos antigos, entramos em contato muito estreito com o mundo. Quando começamos a ser mais parecido com o mundo do que como o Senhor, então nós perdemos essa coisa que nos diferencia e nos torna valioso para o trabalho no reino do Senhor. Muitas vezes, nós permitimos que nossos poços se encham de lixo! O evento em Gênesis 26:15-18. Quando nós permitimos que nossos poços se encham com o lixo do mundo, nos tornamos praticamente inúteis para o Senhor e Sua obra.


Um destino que aborreço


Nos tempos antigos, quando o sal era insípido, era então retirado e lançado no solo. Era muito usado como cascalho. Seu propósito, então era só para matar as ervas daninha que cresciam na estrada, e servia também para os pedestres manter suas sandálias limpas da lama. Literalmente, era para ser pisado pelos homens. 

Cada cristão aqui hoje precisa entender que quando perdemos a nossa salinidade e quando deixam de funcionar como o sal do mundo, então nós também não servimos para nada, e ainda que não perdermos a nossa salvação, nós perdemos certamente a utilidade para o Senhor e Sua obra. Quando isso acontece, nos tornamos algo para ser pisado e tratado com desprezo! Quando estamos vivendo para o Senhor, os homens não gostam de nós, mas muitas vezes há certo respeito pela posição que tomamos e pelo testemunho que nós possuímos. Quando permitimos que o nosso testemunho seja manchado pelo pecado e o mundo, então os homens vão andar sobre o nosso testemunho e nos tornamos absolutamente inúteis para o Senhor e sua obra. 

Eu não sei você, mas eu não quero acabar sendo expulso como um inútil pelo Senhor. Eu quero que minha vida seja útil para ele. Eu quero que ele seja capaz de usar minha vida para trazer outros para si mesmo.
Eu realmente quero ser uma bênção e uma luz para o Senhor. Creio que cada filho de Deus neste lugar, quer ser um cristão salgado para a glória de Deus. Paulo sabia que o potencial para ser um inútil sempre existiu. I Coríntios 9:27. Vejo que o potencial da minha vida também, e eu não quero isso para mim. E você?


Conclusão: 


Como você considera a sua vida esta noite, você pode dizer honestamente que sua vida é como o sal do mundo? 

Há uma tremenda necessidade de cada Filho de Deus ser tudo o que Deus quer que sejamos nestes dias. Temos visto bastante falsidade, hipocrisia para fazer de nós inúteis. Nós precisamos ser o sal para a purificação, preservação, penetração, e agradável para que o Senhor possa usar nossas vidas e nosso testemunho para a sua glória. Deus nos ajude a sermos cristãos salgados.



Pr. Aldenir Araújo




Ajude a divulgar. Compartilhe!

2 Comentários:

limarcos mds disse... [Responder comentário]

Muito boa essa mensagem me ajudou a tirar uma conclusões obg pr.

Unknown disse... [Responder comentário]

ÓTIMO PENSAMENTO AJUDOU BASTANTE PRECISAMOS SER SAL

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>