Promessas: Velho Testamento x Novo Testamento

Algo que está cada vez mais comum é a judaização do Evangelho. Muitos estão transportando as promessas feitas por Deus aos israelitas para os dias atuais. Isso é um erro imenso!





Na Antiga Aliança 
O povo de Deus era uma nação (hebreus), que recebia sempre a promessa de uma vida próspera, com saúde, boa colheita, riquezas e descendência abençoada, caso fossem fiéis a Deus. Se não fossem fiéis, seriam amaldiçoados. 
Veja exemplos em Deuteronômio 28, Malaquias 3:10, II Crônicas 7:14…

Na Nova Aliança 
A Igreja é composta por pessoas que vivem o Evangelho, de todo o mundo (sem distinção de cor, de gênero, de etnia, de classe, de religião) e recebe a “promessa” de, caso seja fiel, ser odiada e perseguida pelo mundo e estar, como todos estão, sujeita aos males da vida (doenças, problemas…). 
Veja exemplo em Mateus 5, que diz que bem-aventurados são os perseguidos, pois assim aconteceu com os profetas. Leia ainda João 15:18-27. Entretanto, mesmo em meio a tantas adversidades, mesmo sendo perseguidos, passando fome e sendo mortos por leões, podemos dizer:
“Pai, se possível passa de mim este cálice, porém seja feita a Tua vontade e não a minha. Em tudo darei graças a Ti, na abundância ou na miséria, na alegria ou na perseguição, pois eu posso todas as coisas em Ti, que me fortalece”.

Com ou sem problemas, tenhamos bom ânimo, pois Cristo venceu o mundo. Isso é ter fé! Isso é promessa! Isso é Evangelho!
Autor: Wésley de Sousa Câmara

Ajude a divulgar. Compartilhe!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *