utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem é o 12º apóstolo? Matias ou Paulo

Quem é o 12º apóstolo que toma o lugar de Judas? Matias ou Paulo? Apocalipse 21.14 cita os doze apóstolos, cujos nomes são os fundamentos da eterna cidade de Deus, a Nova Jerusalém. Também, Mateus 19:28 diz que são os apóstolos que se assentarão em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. Dezesseis vezes Paulo afirmou que era um apóstolo. Ele foi pessoalmente vocacionado [chamado] por Deus para isso. (2 Coríntios. 1:1; Gálatas. 1:1).


O argumento de que Paulo tomou o lugar de Judas como o 12o apóstolo é feito, conforme a seguir, pelo Bispo George Sayles:

“Quem toma o lugar vago de Judas é Paulo, não Matias. Matias foi sugerido por Pedro e Pedro cometeu erros. Ele cometeu um erro, quando disse: “Ainda que todos se escandalizem em ti, eu nunca me escandalizarei” (Mateus 26:33-b. Ele cometeu um erro, quando negou o seu Mestre. Ele [também] cometeu um erro em Antioquia, quando reverteu o Evangelho e ensinou a circuncisão.: ‘Reconstruindo as coisas que ele havia destruído.’ ‘lhe resisti na cara, porque era repreensível” (Gálatas 2:11),’ diz Paulo. O impetuoso Pedro adianta-se para [tomar a dianteira de Deus e] fazer um apóstolo. Ele dá ao Senhor, por assim dizer, a escolha entre dois: Matias e Justo. A sorte recai em Matias, o qual é nomeado com os doze, sendo esta a última vez em que se ouve falar dele. O Senhor fica em silêncio. Depois, Ele mesmo [o Cristo] desce do Céu e acrescenta aos onze originais outro apóstolo (o décimo segundo), ‘um nascido fora do tempo’. O décimo segundo nome dos fundamentos da Nova Jerusalém não será o de Matias mas, [sim,] o de Paulo: ‘não apenas um apóstolo, mas o maior apóstolo’, embora nada sendo em si mesmo” (The Doctrines of Grace, New York: Gospel Publishing House, 1910, p. 373).


Discordamos disto pelas seguintes razões:

Primeira: a Bíblia diz, especificamente, que: “Matias foi contado com os onze apóstolos” (Atos 1:26). Doze versos são devotados a esta cena. Conquanto seja verdade que Pedro cometeu erros, a Bíblia claramente identifica os erros. A situação em Atos 1 é diferente. Não se trata de Pedro agindo isoladamente por conta própria, mas de todos os onze apóstolos agindo de comum acordo e juntamente com todos os irmãos reunidos. Doze versos da Escritura são devotados a esta cena e não existe um simples lampejo de que estejam agindo contra a vontade de Deus. De fato, eles estão agindo conforme a profecia (Atos 1:20); Salmo 10-9:8). E estavam agindo imersos em oração. (Atos 1:24-25).

Segunda: conquanto seja verdade que Matias não é posteriormente mencionado pelo seu nome, na Escritura, também é verdade que a maioria dos apóstolos também não é mais mencionada pelo nome. Depois disso, quando os apóstolos são mencionados [são mencionados como um grupo completo, mencionados conjuntamente, sem discriminar seus nomes] em Atos 2:37, 42, 43; 4:33, 35, 36, 37; 5:12, 18; 11:1; 15:2, etc., Matias era, sem dúvida, um deles, porque havia sido eleito para aquela posição [e nunca foi destituído dela].

Terceira: Paulo não obedeceu aos modelos especificados Atos 1:21-22.

“É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós, começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição.”

Quarta: Paulo se distinguia dos outros apóstolos na própria Escritura. Ele foi o apóstolo aos gentios (Romanos 11:13; Gálatas 1:16; 2:7-8; Efésios 3:8; 1 Timóteo 2:7). Conquanto Paulo [também] tenha pregado aos judeus, sua vocação especial foi estabelecer igrejas gentias, através do Império Romano.

Acreditamos, portanto, que o lugar de Paulo como autoridade no reino terreno de Cristo estará associado particularmente aos santos gentios.

David Cloud


Ajude a divulgar. Compartilhe!

10 Comentários:

Patricia Galis disse... [Responder comentário]

Muito bom tinha minhas duvidas agora as sanei.

MAUURILIO disse... [Responder comentário]

Algumas observações que devem serem feitas:
-Sim, Paulo é Apóstolo de Jesus, mesmo sendo somente dos gentios ou não, ele é Apóstolo,
Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por Deus Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),
Gálatas 1:1 [ele repete essa saudação de "sou apóstolo em todas as cartas"]
-Jesus é o mestre, quem mais poderia escolher seus dissipulos se não o próprio mestre? Ao contrário de Matias, Saulo foi escolhido pessoalmente por Jesus, Matias foi apenas um instrumento usado para que a graça chegasse a Paulo.
-Matias foi escolhido por Deus somente para ser um mártire e não um apóstolo propriamente dito, ambos são Apóstolos, ambos morreram pelo evangelho, assim como Matias substituiu Judas, Paulo substituiu Matias, pronto, sempre tiveram que ser 12 Apóstolos, ja que Judas e nem Matias tinham cumprido a sua missão de "ide e pregai o evangelho", novos apóstolos tiveram q ser estabelecidos.

jarbas schimith dos santos disse... [Responder comentário]

na verdade são 13, sendo 12 representando as tribos de israel e um representa os gentios sendo que paulo era romano,não judeu,mas de descendência judia

Jeferson disse... [Responder comentário]

E o Salvador veio para os salvos ? Para os ricos ?
Para os bons ???

Paulo, Shaul, mais um exemplo de fidelidade do Pai para connosco, Shaul foi onde os outros não iam !!!

Samira Cardoso disse... [Responder comentário]

Bom Dia!
Você afirmou em seu texto
"Terceira: Paulo não obedeceu aos modelos especificados Atos 1:21-22."
como assim poderia explicar?

Fabrício Souza disse... [Responder comentário]

Querida Samira, boa noite! Eu não sou ADM do blog, estou aqui pela primeira vez, mas vou responder sua pergunta.

Assim diz o texto:

Atos 1: 21. É necessário, pois, que dos varões que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus andou entre nós, 22. começando desde o batismo de João até o dia em que dentre nós foi levado para cima, um deles se torne testemunha conosco da sua ressurreição.

O texto mostra algumas exigências para ser apóstolo, dentre elas: Ter acompanhado Jesus desde o seu batismo até sua crucificação; ter contemplado o Cristo ressuscitado. Paulo não estava neste contexto, pois ele se converteu depois da ascensão de Jesus ao céu. Porém, ele quando caí (possivelmente do cavalo) em Atos 9, ele tem um encontro pessoal com Cristo e, é escolhido para ser "apóstolo dos gentios", diretamente por Cristo. Por isto, em 2 Coríntios, ele busca defender o seu apostolado que, por mais que ele não tivesse andado com Jesus, ele teve uma visão dele glorificado. Que Deus lhe abençoe!

elcio pereira da silva disse... [Responder comentário]

Estive lendo o blog. Gostaria de expressar a minha opinião biblicamente falando, sabemos que os números na Bíblia tem significados exemplo 7 perfeição, 40 provação 12 governo absoluto de Deus; vejamos alguns relatos
Que se referem ao número 12, as 12 tribos relatadas em genesis,as 12 pedras no livro dos reis, e os 12 fundamentos no apocalipse e demais livros, e os números vão se confirmando quando se trata de simbologia ou representação,e quando se trata do número 12 se trata de comando de controle sobre tudo pois nada acontece se Deus não permitir ter, então quando a Bíblia fala no apocalipse que colocaria o nome dos 12 apóstolos do cordeiro em doze fundamentos ap:21-14 então não são treze e sim 12 ,pois bem em relação a tirar sorte e cair sobre Matias segundo relato feito na resposta acima acima ação realizada pelos apóstolos, quem usava esse recurso era o povo pagão, jn:1-7,jo:19-24, pois sabemos que Deus criou o recurso da oração para obtermos resposta, porém existem respostas que são imediatas, e outras são demoradas e levam anos porque pra José foi no tempo determinado por Deus, todos conhecemos a história de Davi que antes de Deus ungir a Davi o povo chega questiona com o profeta Samuel e dizem todos os povos ou nação tinham um rei e pedem um rei ao profeta, e Samuel ora a Deus e o Senhor fala pra Samuel se o povo pede um rei então pode ungir a Saul e conhecemos bem a história do rei saul, e existe a vontade permissiva de Deus e a perfeita vontade do Senhor pra Saul foi vontade permissiva de Deus, então Deus envia Samuel a casa de jessé para ungir o rei que Deus já estava preparando, e em 1 Sl:16-6 relata que quando Samuel chega a casa de jessé o primeiro que Samuel observa é Eliabe o primogênito, e Deus diz para o profeta o homem não vê como eu vejo não é este,o profeta Samuel era um homem muito conceituado na época e alcançou três ofício sacerdote juiz e profeta, o que eu quero dizer com isso está sujeito a errar no diagnóstico, principalmente quando se trata de eleição,pois bem os discípulos estavam na melhor das intenções porém segundo aquilo que a Bíblia me revela o apóstolo Paulo foi o apostolo número 12 resultado de oração não no tempo cronos mas no tempo kairo que é o tempo de Deus.
Que a paz do nosso Senhor Jesus seja com todos e lembre-se Jesus é o caminho a verdade e a vida!!

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>