utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que é o batismo com fogo prometido por João Batista?

Um dos temas bíblicos que mais tem gerado discussões entre cristãos é o versículo de (Lucas 3:16 e Mat 3:11), onde joão Batista diz ao povo que virá alguém maior que ele para batizá-los com o Espírito Santo e com fogo. A questão é: que fogo ele se refere, fogo espiritual, ou fogo do juízo de Deus? Vamos analisar as duas linhas de pensamento e seus argumentos, e tirar nossas próprias conclusões...


Fogo do Espírito Santo - na visão pentecostal



A Bíblia declara que a única forma visível que Deus já se manifestou foi em forma de fogo ao povo de Israel numa coluna de fogo (Êxodo 13.21,22) e a Moisés como uma chama de fogo na sarça ardente (Êxodo 3.2)
Quando sentimos a presença do Senhor é como se um fogo forte e brilhante estivesse diante de nós.

Citando Lucas 3.16
O batismo com água é um símbolo do novo nascimento, uma nova vida, mas a consumação desta nova vida vem pelo batismo com o Espírito Santo. Então primeiro devemos ser batizados em água e depois em fogo. Este batismo de fogo é eterno e durador por que não lava apenas o exterior como a água, mas dentro do coração purificando de toda impureza.


Citando Atos 2.3
Quando os discípulos receberam as ‘línguas de fogo’, eles estavam com medo e desanimados, mas foram renovados pelo Espírito Santo e capacitados a pregar o evangelho dando frutos para o Reino de Deus.


Citando II Crônicas 7.1-3
Quando Salomão consagrou o Templo, um fogo de Deus veio revelando sua Shequinah (fogo, glória) sobre a casa de Deus. Este foi um sinal de que quando oramos Deus manda fogo do céu como fez também com Elias várias vezes respondendo através do fogo (I Reis 18.38; II Reis 1.10,12 e 2.11).


Citando Lucas 24.32
Dois discípulos no caminho de Emaús se encontraram com Jesus e mesmo antes de saber que era Ele, sentiram seu coração arder (queimar) pela presença do Espírito Santo enquanto a Palavra de Deus é falada.
Em Jeremias 23.29 diz: “não é a minha palavra fogo, diz o Senhor..?”. Quando lemos a Bíblia, ouvimos pregações ou conversamos sobre as Escrituras, a Palavra de Deus, devemos sentir queimar nosso coração.


Citando Romanos 12.20
A única situação que Deus garante que nos porá brasas vivas sobre a cabeça é quando perdoamos alguém ou como aconteceu com Isaías pedimos perdão por nossos pecados e Deus manda uma brasa viva para nos purificar (Isaías 6.6,7).

_________________________________________________________________________

Fogo do inferno - Na visão batista


E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo (Mateus 3.11).


Primeiramente, vejamos o contexto da passagem:


Citando Mateus 3.7-12

 E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? 8 - Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento 9 - e não presumais de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que mesmo destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. 10 - E também, agora, está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. 11 - E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. 12 - Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará


Analisando cuidadosamente o discurso de João Batista, vemos que a expressão “batizará com o Espírito Santo e com fogo” refere-se a dois batismos distintos para duas classes de pessoas distintas:

  • - O batismo com o Espírito é para o trigo, ou seja, para aqueles que produziram, pela graça de Deus, frutos dignos de arrependimento. O trigo é recolhido no Seu celeiro em virtude de ser algo muito valioso, muito precioso.
  • - O batismo com fogo é para a palha, ou seja, para aquelas “árvores” que não produziram frutos, as quais serão cortadas e lançadas no fogo. Assim, a palha será separada do trigo, ou seja, os ímpios dos bons, e será queimada no fogo que nunca se apaga.

Além do mais, João Batista não estava se dirigindo aos discípulos dele ou de Cristo. Ao contrário, ele falava com os “fariseus e saduceus” que estavam querendo se batizar, sem demonstrar arrependimento. A esses ele diz: “Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?”. Certamente João Batista não prometeria um batismo com Espírito Santo para tais pessoas.

Portanto, ao invés do “batismo com fogo” ser uma promessa para os crentes, ele é uma frase expressiva dos terríveis julgamentos que Ele (Jesus) infligiria sobre a nação Judia e sobre todos quantos morressem impenitentes; quando Ele os condenará pelo pecado de rejeitá-Lo; e quando Ele aparecer como o “fogo do ourives” e como o “sabão dos lavandeiros” (Malaquias 3.2); quando “o dia do Senhor” vier “ardendo como forno” (Malaquias 4:.); quando Ele “limpar o sangue de Jerusalém”, Seu próprio sangue e o sangue dos Apóstolos e Profetas derramados nela, “do meio dela, com o espírito de justiça e com o espírito de ardor”; o batismo com fogo é o mesmo que a “ira vindoura”, com a qual os ouvintes de João Batista são ameaçados no contexto, na ocasião da qual as árvores infrutíferas “serão cortadas e lançadas no fogo” e a “palha” será queimada com fogo que nunca se apaga.


Aqueles que insistem em afirmar que o “batismo com o Espírito Santo e com fogo” se refere a um só batismo, experimentado pelos crentes, costumam apelas para Atos 2.3 como prova de sua teoria. Contudo, lemos assim nesse verso: “Apareceram línguas como de fogo, pousando sobre cada um deles”. Note que as línguas eram COMO de fogo e não DE fogo, ou seja, elas tinham apenas aparência de fogo. Além do mais, não vemos este ato repetido em numa parte da Bíblia. Até mesmo no batismo de Cornélio e de sua casa, o qual Pedro afirma ser o mesmo fenômeno experimentado por ele e os outros apóstolos, as “línguas como de fogo” estão ausentes. Poderíamos ainda dizer que se “línguas como de fogo” fosse cumprimento de “batismo com fogo”, esta promessa não é para nós, visto que ninguém, senão os 120 reunidos no cenáculo no dia de Pentecoste , experimentou isso em toda a história cristã.


Na sua opinião:






Ajude a divulgar. Compartilhe!

6 Comentários:

Blog Teste Iniciação Científica disse... [Responder comentário]

Rapaz... Essa informação vem quebrar um paradigma gigantesco em minha vida Cristã. Vai alguns dias para eu digerir mas posso dizer que hoje é um marco em minha vida cristã por aprender algo novo e ser convencido pela palavra.

Daniele Dutra Pereira disse... [Responder comentário]

Vc e pior que um incredulo ta vivendo uma vida crista sem a graca do batismo sem dons totalmene sem poder enfim muito triste leia o discurso dePedro qye diz essa promessa e para nois e pra todos quantos o Senhor chamar so nao haveria batismo com o Espirito Santo pra nois se Jesus estivesse morto acorda rapaz eke rescussitou ......VIVO ELE ESTA BATIZANDO AGORA MESMO NAO REJEITE O PODER DE DEUS.....

rosani disse... [Responder comentário]

Um livro interessante sobre o assunto é "O livro dos dons" de Meno Kalisher, onde ele defende o fogo como juízo de Deus. No youtube há videos interessantes sobre o autor.

Diego Gamaliel disse... [Responder comentário]

Todo esse texto é contraditório. João disse "ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo". A palavra "e" é uma conjunção subordinativa aditiva, ou seja, expressa ideia de soma. Estando João falando a um grupo de pessoas como poderiam elas receberem os dois batismos se na visão do autor um é para edificação e outro para a perdição? Se assim fosse o correto seria "ele vos batizará com o Espírito Santo, OU com fogo".

Diego Gamaliel disse... [Responder comentário]

Todo esse texto é contraditório. João disse "ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo". A palavra "e" é uma conjunção subordinativa aditiva, ou seja, expressa ideia de soma. Estando João falando a um grupo de pessoas como poderiam elas receberem os dois batismos se na visão do autor um é para edificação e outro para a perdição? Se assim fosse o correto seria "ele vos batizará com o Espírito Santo, OU com fogo".

196442 disse... [Responder comentário]

Eu sei de uma coisa que Jesus nos dias atuais enche todos os seus servos que assim o buscam em Espírito e em verdade,com o ardor do espirito santo como aconteceu nos dias de pentecostes acontece em nossos dias atuais.

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>