utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Maria é a mãe de Deus?

Esta é uma questão que foi levantada no site apologético www.cacp.org, quando um internauta questionou sobre o tema. Veja os argumentos levantados por parte do internauta e a resposta que foi postada. Aproveite a oportunidade para registrar sua opinião nos comentários...


Email do internauta - Mensagem: Caro Pastor, parabenizo-lhe por seus argumentos. Contudo, Maria é exaltada e venerada como Mãe do filho de Deus, Jesus Cristo, que também é Deus. A menos que o senhor não o considere como Deus, ou não acredite que ele faça parte da Trindade Santa. Por ser Jesus Cristo, verdadeiro Deus (dado a divindade de Deus Pai) e verdadeiro homem (dado a humanidade de Maria) é que Ela é Mãe de Deus. Não do Deus Pai, mas do Deus Filho que se encarnando deu-nos a conhecer o Pai Criador. Por fim, analisando exegeticamente e histórico-criticamente o contexto da época, sabemos que quando os Evangelhos dizem \”sua mãe e seus irmãos estão aí\” não significa que seria os filhos de Maria e, sim aqueles que seguindo a Jesus tornaram-se seus irmãos por ouvirem sua palavra e a colocarem em prática como o próprio Jesus afirmou que assim seria. O fundamentalismo sem uma criticidade gera incompreensões dos textos bíblicos e nos leva a realizar afirmações desmedidas e falsas colocando e interpretando a Escritura como bem queremos e não como deve ser. Maria é a eterna Virgem e somente assim pode ser a Mãe de Deus. É uma aberração sua afirmação quanto a isso. Se maria teve outros filhos quem é o pai deles? Porque presume-se que ali José já estaria morto. Porque não se menciona o pai então? Esquecimento do evangelista?

> ======================

RESPOSTA

A encarnação do Verbo se deu de forma sobrenatural. O Deus Filho se fez homem no ventre de Maria. A Santíssima Trindade (Deus, Filho e Espírito Santo) não teve começo nem terá fim. As três Pessoas possuem os mesmos atributos de onipresença, onipotência, onisciência, imutabilidade e eternidade. Logo, o Filho não começou a existir somente a partir do momento em que foi concebido no ventre de Maria ou a partir do momento em que veio à luz. Falando sobre a sua eternidade, Jesus disse: “Antes que Abraão existisse, eu sou” (Jo 8.58) e afirmou: “O Filho do Homem está no céu” (Jo 3.13). A Bíblia trata Maria como mãe de Jesus (Mt 12.47), e o próprio Jesus, na cruz, tratou Maria como sua mãe (Jo 19.27). Apesar disso, a Palavra de Deus não nos dá suporte para afirmarmos que Maria é mãe de Deus. Quanto aos outros filhos de Maria, só podemos entender que José tenha sido o pai deles (Mt 13.55-56)., pois José era casado com Maria. Não há na Bíblia qualquer referência à eterna virgindade de Maria. Pelo contrário, diz a Palavra que a sua virgindade permaneceu ATÉ dar à luz o primogênito Jesus (Mt 1.25).

Pr. Airton Evangelista da Costa

24 Comentários:

Jose Luis P. C. Rocha disse... [Responder comentário]

Em palavras simples: quem nasce da carne é carne, quem nasce do espirito é espirito. Maria gerou a carne de Jesus (e não sem milagre), não o espírito.
Isso se vê no próprio fato dela não o achar com facilidade no templo quando criança, sendo que ele falou como se devesse ser obvio que ele deveria estar ali. A natureza, o espírito deles era portanto bem diferente.

Jesus também disse que antes que abraão fosse Ele era, e também deu a entender que não gostava nem de ser chamado de filho de Davi (um titulo que dá muito mais honra), porque na verdade é seu SENHOR. Isso não muda o fato de que a sua genealogia inclui Davi como seu antecessor. O mesmo vale para Maria.

Maria gerou a carne de Jesus, não o seu espírito. Jesus NÃO é o seu corpo. Isso se vê na sua fala: destruam esse templo (corpo) e eu o reedificarei.

"EU", disse Ele. Ora, se fosse o corpo, estaria destruido. Mas o Espírito de Jesus o reedificou. Esse certamente não é como o de Maria que não sabia nem como gerar Jesus sozinha, nem onde Ele estava quando o perdeu. Já Jesus sabia como iria reconstruir o seu templo. São espíritos BEM diferentes.

E lembremos: nós somos filhos de Deus, mas não pela carne, pelo espírito. Pela natureza que recebemos igual a Dele, que vai nos tornando mais e mais como Ele.

Anônimo disse... [Responder comentário]

Bom, Mateus 1:25 fala da pureza de Maria, se fazendo cumprir a profecia, nos ratifica que ela persistia virgem.Não existe Mt "1:26" dizendo que depois de Jesus ela deixou de ser virgem, isso é maldade da cabeça humana, nem tão pouco que teve mais filhos (onde está o nascimento deles na bíblia?). Para reforçar, Jesus e sua família, todos de origem judaica, cumpriam muito bem a lei judaica (Mt 5:17). Sendo o seu pai e sua mães distintos, os seus irmãos também o seriam. Sendo assim, Jesus pecou ao dar a sua mãe a João para cuidar dela, a menos que "seus" outros filhos não a honrasse (honrar pai e mãe) e a tivesse rejeitado (onde está escrito?).Teria que ter no mínimo 6 filhos em 18 anos (desde o sumiço de Jesus no templo). Maria teria que ter abandonado alguma criança... Isso não iria acontecer com a família sagrada! Quanto a ser mãe de Deus filho, tb não temos dúvida: Maria aparece e Isabel fica cheia do E. Santo e diz que ela é mãe do meu Senhor (não existia esse pronome de tratamento- Senhor era somente a Deus). Jesus tinha duas naturezas: humana e divina. Abraço!

Anônimo disse... [Responder comentário]

Bom, Mateus 1:25 fala da pureza de Maria, se fazendo cumprir a profecia, nos ratifica que ela persistia virgem.Não existe Mt "1:26" dizendo que depois de Jesus ela deixou de ser virgem, isso é maldade da cabeça humana, nem tão pouco que teve mais filhos (onde está o nascimento deles na bíblia?). Para reforçar, Jesus e sua família, todos de origem judaica, cumpriam muito bem a lei judaica (Mt 5:17). Sendo o seu pai e sua mães distintos, os seus irmãos também o seriam. Sendo assim, Jesus pecou ao dar a sua mãe a João para cuidar dela, a menos que "seus" outros filhos não a honrasse (honrar pai e mãe) e a tivesse rejeitado (onde está escrito?).Teria que ter no mínimo 6 filhos em 18 anos (desde o sumiço de Jesus no templo). Maria teria que ter abandonado alguma criança... Isso não iria acontecer com a família sagrada! Quanto a ser mãe de Deus filho, tb não temos dúvida: Maria aparece e Isabel fica cheia do E. Santo e diz que ela é mãe do meu Senhor (não existia esse pronome de tratamento- Senhor era somente a Deus). Jesus tinha duas naturezas: humana e divina. Abraço!

Anônimo disse... [Responder comentário]

caro José Luis, palavras de extrema sabedoria sua... e faço delas as minhas!
agora a publicação do anônimo ao dizer que Jesus pecou... você só pode estar de brincadeira.

Luiz Paulo disse... [Responder comentário]

@Anônimo

O anônimo não disse que Jesus pecou. Disse que Jesus teria pecado ao dar a sua mãe para João, tendo Maria ainda outros filhos (o anônimo quer provar que, como Jesus não peca, Maria não possuía outros filhos). Foi utilizado um método de raciocínio lógico conhecido como reductio ad absurdum (redução ao absurdo) para provar que Maria não possuía outros filhos para cuidar dela quando Jesus estava na cruz. Ou Jesus seria pecador, ou Ele teria deixado sua mãe com João por ela estar sozinha sem ter outros filhos para cuidar dela.

Rocha Ferida disse... [Responder comentário]

@Luiz Paulo

Queria apenas lembrá-los que não foi aos cuidados de João que Jesus entregou Maria, não era João que estava aos pés da cruz. Leiam o post

"Quem escreveu o quarto evangelho"
http://www.rochaferida.com/2012/02/biblia-nao-diz-quem-escreveu-o-quarto.html#axzz2RmQNUI23

Dizer que João é o "discípulo que Jesus amava", é ir além do que a bíblia realmente afirma.

Anônimo disse... [Responder comentário]

Quer saber a verdade? Estudem a Bíbla, façam Teologia. O Católico é o que menos estuda Bíblia e ainda querem discutir com Teólogos renomados como os evangélicos. Os padres estudam teologia apenas para ensinar os rudimentos contraditórios e viciosos de uma cultura milenar e pagã de tradições misticista da antiga Roma.
Jesus é o filho do homem, isso falando da humanidade de Jesus.
Jesus é Deus, isso falando da Divindade de Jesus.
Maria é humana e não tem nenhuma relação de Deidade nela.
Se Maria negasse o Sim, Deus não iria ficar pequeno e restrito num, apenas sim.
Deus escolheu Maria, e sem o seu sim, Ele escolheria outra mulher para usar-lhe como mãe de Jesus humano e não de Deus, para trazer a salvação tanto para a humanidade como para a própria Maria. Jesus disse que sua mãe e irmãos são todos os que O ouvem e praticam seus ensinamentos.
A ETERNIDADE só está restrito à Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, que não tem começo e nem fim ,mas todos os humanos e inclusive os anjos são PERPÉTUOS ou seja, tem começo mas não tem fim. Maria não é eterna, mas igualmente perpétua.
Deus é invisível, Jesus é visível pelo lado humano para que os homens o pudessem vê-lo e aprender dêle todas as coisas que ensinou, as coisas do reino.
Para isso O Messias filho de Deus, igual a Deus incorrupto, e Jesus filho de Maria igual a Maria na humanidade corrupto. Deus pela obediência de Jesus, não permitiu que seu corpo apodrecesse no túmulo e o mesmo Deus Espírito o ressucitou, porque a nossa vitória não foi a morte de Jesus, mas a sua ressurreição que aboliu a morte perpetuamente.
Maria não tem poder nenhum de salvação. Se tivesse Deus teria dito da Bíblia.
Portanto, só há um nome pelo qual devemos ser salvos Jesus Cristo.
Só há um intercessor diante de Deus, Jesus o único até hoje ressuscitado diante de Deus. Maria está no paraíso aguardando a grande ressurreição para então junto com todos os santos desde a criação do homem para entrar no CÉU.
Morto não fala. Só o espírita creem nisso e isso é abominação a Deus que pune todos idólatras que invocam espírito de morto como os idólatras católicos que invocam interceções a alguém morto como Maria, Samuel, e todos os santos que dormem.
Nossa oração deve ser em nome de Jesus o único ser humano cem por cento homem que ressuscitou até hoje e está na presença de Deus dia e noite sem cessar, intercedendo por nós pecadores.
Maria não é e nunca foi a mãe de Deus, mas simplesmente, a mãe de Jesus, humanamente falando e não da deidade de Jesus.

José Zarak disse... [Responder comentário]

se maria for a mãe de Deus então ela é minha avó...rs! porque meu pai é Deus o criador do universo, dos céus, da terra, do mar de tudo quanto neles existem e o criador e autor de minha vida e amém e amém e amém.

José Zarak disse... [Responder comentário]

depois que jesus nasceu, josé não virou viado não. nem maria sapatão. eles levaram uma vida normal tendo relações sexuais ( amando um ao outro )...segundo a bíblia dos evangélicos e dos católicos que não é a original, eles tiveram outros filhos...ora, as bíblias dizem que maria deu a luz a um filho primogênito, que significa que ela teve outros filhos...

Anônimo disse... [Responder comentário]

Pra começar, tenho que lembrar que a bíblia que vocês dizem ser "dos protestantes" foi feita pelos Católicos e, que se a separação entre a fé católica e a evangélica houvesse acontecido uns cem anos mais tarde, ninguém se daria ao trabalho de ficar nesse dilema de "qual bíblia é a verdadeira". Isso é apenas um discurso hipócrita para se justificarem.
Quanto à Maria ser ou não mãe de Deus, deixemos de hipocrisia. Jesus Cristo é verdadeira mente Deus e verdadeiramente homem. Quando ele resolve vir à terra, opta por ter uma parte carnal, assim como nós, que temos nosso espírito e nosso corpo. Ela é mãe da parte humana de Cristo, mas, por acaso, alguém pode afirmar que minha mãe não é minha mãe por "não ser mãe do meu espírito"? Por ser mãe só do meu corpo. Porque meu espírito foi enviado por Deus quando Ele me criou.
Mais um fato que me irrita. A soberba de alguns protestantes em acharem que são melhores que os católicos em alguma coisa. Tomem cuidado. Soberba é pecado.

Anônimo disse... [Responder comentário]

A Bíblia foi escrita por judeus e não por católicos como afirmou o anônimo acima, alias, Jesus não era católico e nem evangélico, era judeu, assim como todos os apóstolos e discípulos, com exceção de Lucas, discípulo grego. Jesus não era cristão. Ele é o Messias, o Cristo. E disse Jesus: ERRAIS POR NÃO CONHECER AS ESCRITURAS!

Anônimo disse... [Responder comentário]

MARIA que os evangélicos vulgarizam, enquanto os católicos endeusam, Maria não era divina, todavia isto não tira o direito de ser 'SANTA' a escolhida por Deus para ser a mãe do'SALVADOR DO MUNDO' se tivera filhos ou não, não é importante para o cristianismo embora os evangelistas fazem menção deles, o que sabemos é que josé viveu com MARIA doze anos (pelo menos) vamos raciocinar com lógica ,se era pecado um marido ligítimo ter relacões sexuais com sua própia esposa, com certeza José não coabitou com Maria para não torna-la vulgar ou impura e com certeza Mateus que não dormia com eles se enganou(Mt.1:25)Todavia o apóstolo Pedro fala de mulheres 'SANTAS' porém casadas(1ºPd.3:5) com certeza não eram virgens, temos que lembrar que Maria por ser a escolhida por Deus para trazer seu filho ao mundo era ou deveria ser exemplar como mãe e como esposa e uma esposa exemplar não nega para o esposo, o sexo dentro do casamento é lícito e honroso, temos a sorte de Deus não ser religioso para descaraterizar mulheres que perdem a virginidade, os católicos prendem no covento impondo o celibato, os evangélicos excluem do rol de membros expondo a moça que perder a virginidade, será a razão dos mesmos não valorizar a santidade de Maria? Cá entre nós, uma igreja que está sendo condenada pelo tribunal mundial por crimes de pedofilía tem moral para falar em castidade?

Anônimo disse... [Responder comentário]

As pessoas perdem tanto tempo discutindo se Jesus é Deus, ou se Maria é Santa, se teve outros filhos, e tantas outras coisas que aconteceram a dois mil anos, e esquecem de viver o que Jesus ensinou, esquecem que Ele pregou o amor a si mesmo e ao próximo, esquecem que Ele ensinou a fazer a caridade, ajudar, amar sem esperar ser amado.

MAUURILIO disse... [Responder comentário]

Dois versículos que provam que Maria teve outros filhos.
"Não é este o filho do carpinteiro?E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão e Judas? E não entre nós todas as suas irmãs?..." Mt 13:55-56

Disseram-lhe, pois, seus irmãos: Sai daqui, e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazes.
Porque não há ninguém que procure ser conhecido que faça coisa alguma em oculto. Se fazes estas coisas, manifesta-te ao mundo.
Porque nem mesmo seus irmãos criam nele.

João 7:3-5

O pior cego é aquele que se recusa a aceitar o que ta escrito.

Arte Flora Paisagismo gilmar disse... [Responder comentário]

Jeus disse todo poder foi me dado no ceu e na terra, e desse tambem, ninguem vai ao pai se nao por ele o resto e idolatria

Anônimo disse... [Responder comentário]

Se Maria foi feita a "mãe da humanidade" pelo Senhor Jesus na cruz do calvário, então porque João, Judas, Pedro, Tiago e Paulo, nunca nem sequer mencionaram o nome dela em suas cartas??? lembrando que as cartas foram escritas muitos anos depois da morte e ressurreição do Senhor Jesus....
Eu já ouvi dizer pela boca do Padre Jonas Abbib da Canção Nova, que Maria é a esposa do Espírito Santo..... isso é um insulto a Maria, por que é o mesmo que dizer que ela é poliandra....

Equipe de postagens e direção disse... [Responder comentário]

Olá, Pr. Airton

Eu acho que a argumentação é muito boa, mas desconsidera o fato que Como Cristo é Deus("Eu estou no Pai e o Pai está em Mim"), e foi concebido por Maria, logo ela é a mãe de Cristo, e como cristo é Deus, ela é a mãe de Deus.
Conclusão:
Se Jesus é Deus e Maria concebeu Jesus, logo ela é a Mãe de Deus.
Simples e completo, não?
Deus Abençoe
Salve Maria

Equipe de postagens e direção disse... [Responder comentário]

Continuando o outro comentário:
Quanto a questão dos "irmãos" de Jesus:
No grego não existe palavra para primo, logo era utilizada a palavra irmão no lugar de primo, e foi traduzido assim, alem da bíblia se referir unicamente a Cristo como Filho de Maria "Este não é o carpinteiro, o Filho de Maria, irmão de Tiago, e José, e de Tadeu e Simão"...
Quanto a Virgindade após o parto, como se vê que as mulheres daquele tempo tinham muitos filhos, e Maria não teve nehum, logo ela era Virgem....
Conclusão:
Irmão também tinha sentido de primo, e isso é provado pela passagem em que somente Jesus é citado como filho de Maria, (os outros não são citados como). Como Maria não teve mais filhos, logo ela era Virgem...

Deus Abençoe
Salve Maria

Marcia Oliveira disse... [Responder comentário]

Maria permaneceu virgem até o nascimento de Jesus , apos isso ela teve mais filhos com José , teve filhos e duas filhas .. Alem disso , José era viuvo e tinha tres filhos quando casou com Maria ..

Cleberson Dallegrave disse... [Responder comentário]

Gente vocês não entenderam.
Quando disse que era o carpinteiro estavam falando de José, o esposo de MARIA. O próprio José TAMBEM ERA FILHO DE MARIA. Entenderam?

Cleberson Dallegrave disse... [Responder comentário]

Porque Maria, sendo a mãe de Deus, é nossa mãe também! Inclusive a Mãe de José (carpinteiro)
Fiquem na PAZ.
E vamos Reza/Orar

MR Modas disse... [Responder comentário]

Vou deixar uma simples questão,Maria não pode e não é uma eterna virgem,porque mesmo tendo gerado uma criança de forma espiritual ,quando a criança nasceu Maria não tinha como permanecer virgem,porque não tínhamos cesarianas e sim parto normal.

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>