O Segredo das Pirâmides

A Bíblia parece referir-se, embora de maneira um tanto simbólica, às pirâmides do Egito, ou, dizendo melhor, à grande pirâmide, chamada de Quéops. Uma citação muito interessante é esta:

“Naquele tempo o Senhor terá um altar NO MEIO DA TERRA DO EGITO, e um MONUMENTO se erigirá ao Senhor, na sua fronteira. E servirá de SINAL e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um Redentor e um Protetor, que os livrará.” (Isaías 19.19,20).
Esta descrição encaixa-se claramente com a grande pirâmide que divide o Alto Egito do Baixo Egito, ficando, portanto, na fronteira entre os dois segmentos.
Outra referência, também muito significativa, é esta:
“Onde estavas tu quando eu fundava a terra? Faze-mo saber se tens inteligência. Quem lhes pôs AS MEDIDAS, se tu o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel? Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina?” (Jó 38.4-6).
“Pedra de Esquina” também é traduzida como “Pedra Angular”, ou “Piramidal.”
É interessante observar que esta referência a MEDIDAS, segundo os entendidos na recém criada disciplina, a Piramidologia fala das medidas que se encontram na pirâmide de Quéops. Eles dizem que TODAS as medidas importantes da terra, tais como o peso, a circunferência, os meridianos, e outras, estão relacionadas na pirâmide.
Outra afirmação que fazem é que as pirâmides têm a capacidade de conservar qualquer matéria orgânica INDEFINIDAMENTE, sem estragar-se. Por acaso o cereal guardado por José durante 14 anos, e que não se estragou, teria sido guardado em pirâmides-silos?
Existe a possibilidade da grande pirâmide ser antediluviana e ter também servido de túmulo para um importante personagem bíblico. Vejamos esta referência:
“Que é que tens aqui? Ou a quem tens tu aqui, para que cavasses aqui uma sepultura? Cavando EM LUGAR ALTO a sua sepultura, cinzelando NA ROCHA uma morada para si mesmo!” (Isaías 22.16).
O mais curioso de tudo, em relação às pirâmides, é a descrição da santa cidade, a Nova Jerusalém. Observe este detalhe:
“A cidade é QUADRANGULAR, de comprimento e altura IGUAIS. O seu comprimento, largura e ALTURA são iguais.” (Apocalipse 21.16).
Esta cidade, descrita por João como sendo de OURO TRANSPARENTE (v. 18), das duas, uma: ou é um cubo, ou é uma pirâmide!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *