utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Prosperidade - uma bênção ou uma armadilha?

O pastor da igreja maior do mundo, o Dr. PaulYonggi Cho, há pouco tempo escreveu um livro sobre o tema da prosperidade do cristão. Deu-lhe este título a seu livro (traduzido do espanhol): “A salvação, a saúde, e a prosperidade”. Depois de escrever sobre o fato de que somos cidadãos do céu, prosseguiu: “Já que somos reis, não devemos de ter a majestade, a honra e os bens materiais próprios dos reis?


           Esta é nossa herança natural. É um patrimônio que podemos reclamar por meio de só apresentar a documentação necessária. Estes são tesouros que podemos reclamar tanto como podemos sacar dinheiro de um banco no qual uma grande quantidade de dinheiro tivesse sido depositado em nossa conta. Se um pretende ser um rei, mas vive em pobreza e enfermo e desesperado, como poderá a gente crer sua pretensão?”

          O evangelho “de saúde e prosperidade” chegou a ser sumamente popular nas igrejas de hoje. Muitas das igrejas que estão mais crescendo no mundo hoje são as igrejas que pregam este “evangelho”. Alguns dos pregadores da prosperidade constroem sua teologia inteira arredor de um versículo em 3 João: “Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.” (3João 2).

          Que queria dizer João ao escrever estas palavras? Queria dizer que desejava que os cristãos todos prosperassem materialmente e que tivessem saúde? Estava lhes prometendo que Deus sempre lhes daria as riquezas e a saúde? Antes de interpretar às presas as palavras de João, por que não tomou o tempo alguém para conferir os escritos de Policarpo, colega íntimo de João? Se os pregadores da prosperidade tivessem pesquisado os escritos deste colega de João, teriam encontrado uma advertência importante contra a busca da prosperidade material. Não teriam encontrado nenhuma palavra de apoio para seu evangelho de “saúde e prosperidade”.

          Na verdade, os primeiros cristãos testemunham que os mesmos apóstolos viveram na pobreza, não em prosperidade material. Os primeiros cristãos não consideraram que a riqueza fora uma bênção de Deus. Ao invés, consideraram-na como uma armadilha que facilmente poderia custar-lhes a vida eterna. Basearam-se em passagens bíblicas como os seguintes:

• “Porque o amor ao dinheiro é raiz de todos os males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” (1Timoteo 6.10).

• “Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo disse: Não te deixarei, nem te desampararei.” (Hebreus 13.5).

• “Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.” (Mateus 6.19-21).

• “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e as riquezas.” (Mateus 6.24).



Do livro:
"O desafio da igreja atual à luz da igreja primitiva"

3 Comentários:

MISSÃO NO CHÃO DO BRASIL disse... [Responder comentário]

Passei por aqui para conhecer seu blog. Estou procurando bons blogs para compartilhar. Já estou te seguindo. Ficaria muito feliz se puder visitar O missão no chão do brasil Se quiser me seguir também será um prazer para mim. Abraço em Cristo, nice luz Te espero lá. em http://missaonochaodobrasil.blogspot.com.br/

Ezequiel Domingues dos Santos disse... [Responder comentário]

Muito bom texto, já ouvi falar desse livro; logo, irei ler, parabéns por esse blog de rico conteúdo e pelos assuntos cotidianos o qual me atrai mais ainda, também obrigado pela visita na UBE (só vi depois de cinco meses de inépcia rsrsr).
Continuarei visitando seu blog com toda certeza.
Paz em Cristo,
http://www.ezequiel-domingues.blogspot.com.br/
Ezequiel Domingues dos Santos

Gigio disse... [Responder comentário]

Infelizmente evangelhos falsificados tende à aumentar nestes dias de apostasia e engano, uma evangelho muito sutil é o novo evangelho da circunstancialidade, um pequeno mas importante texto sobre o assunto, clique ou copie o link à frente para ler o texto; http://giovannipinto.wordpress.com/2013/05/13/o-evangelho-da-circunstancialidade/

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>