A Bíblia não diz que Moisés pecou por ferir a rocha, ou porque a feriu duas vezes

Qual terá sido o verdadeiro pecado de Moisés, o qual impediu-o de entrar na terra pro­metida? O que terá levado Deus a proibir seu profeta e libertador de gozar daquela conquista tão maravilhosa? Deve ter sido um ato bem maior do que o que normalmente se comenta a respeito. Va­mos analisá-lo?

O que mais se afirma é que Moisés teria ferido a rocha para dela tirar água, quando Deus apenas havia dito para ele FALAR à rocha. Há quem diga que o verdadeiro pecado de Moisés foi o de ferir a rocha DUAS VEZES, quando deveria tê-la ferido apenas uma.
Em Meribá, Deus diz para ele tomar a vara (Êxodo 17:5) e ferir a rocha (17:6). Em Refidim Deus manda novamente que ele tome a vara (Nú­meros 20:8) e fale à rocha (mesmo versículo). Moisés, então, levantou a sua mão e feriu a rocha DUAS VEZES (Números 20:11).
Deus chega a Moisés e Arão e afirma algo tremendamente duro. Fica até difícil de ser enten­dido o porquê. Veja o que ele diz:
– Porquanto não me crestes em mim, PARA ME SANTIFICAR diante dos filhos de Israel, por isso não metereis esta congregação na terra que lhes tenho dado (Números 20:12).
No livro de Deuteronômio (32:51), encon­tramos uma repetição do que Deus falara, desta vez com mais detalhes:
– Porquanto prevaricastes contra mim no meio dos filhos de Israel, nas águas da contenção em Cades, no deserto de Zim, pois ME NÃO SANTIFICASTES no meio dos filhos de Israel.
A primeira coisa que entendemos é que o problema maior foi o de NÃO SANTIFICAR A DEUS, o que significa deixar de dar-lhe glória por algum motivo.
Outra coisa que também entendemos é que na segunda vez Deus mandou Moisés TOMAR A VARA. Se não fosse para ferir a rocha pela segun­da vez, para que tomar a vara? Se fosse apenas para falar, não haveria qualquer necessidade de DEUS MESMO mandar Moisés tomar a vara.
Quanto a ter ferido uma ou duas vezes (e as duas vezes indicam provavelmente uma certa dose de ira), não vem tanto ao caso, porque Deus não se referiu a tal.
O problema, com já dissemos, foi mais profundo, algo mais sério. A Bíblia mostra sem sombras de dúvidas o que sucedeu. Antes de ver­mos diretamente o texto, vamos ver outra ênfase que se encontra em Salmos 106:32,33, falando a respeito do mesmo assunto:
“Indignaram-no também junto às águas da contenda, de sorte que sucedeu mal a Moisés, por causa deles, porque irritaram o seu espírito, de modo que FALOU IMPRUDENTEMENTE com seus lábios.”
Vê como o caso foi relacionado com o FALAR IMPRUDENTEMENTE? Tem a ver com algo que Moisés falou que desagradou profundamente a Deus. Vamos, agora a Números 20:10, onde se reconhece facilmente o que aconteceu:
“E Moisés e Arão reuniram a congregação diante da rocha, e disse-lhes: Ouvi agora, rebeldes, porventura TIRAREMOS água desta rocha para vós?”
Vemos aqui uma expressão egoísta (“tiraremos”), uma dúvida (“porventura”), e uma ausência total da glória devida a Deus, o que deveria ser expressão tal como: “Ouvi agora, rebeldes, COM CERTEZA Deus tirará água desta rocha para vós!”
Esta imprudência no falar, deixando de dar glória a Deus, para lançar aquele feito sobre si mesmo e Arão, fez com que Moisés perdesse a bênção de penetrar com o povo na terra Prometida.
Paulo de Aragão Lins

“Vede, isto tão somente achei: que Deus fez ao homem reto, mas eles buscaram muitas invenções” (Eclesiastes 7:29).

12 comments

  1. Sua explicação sobre o “por ventura” não me parece fazer sentido. O que penso que aconteceu, foi que Moisés, em seu coração, enfadou-se de Deus, de suas ordens, o que é desaconselhado em Pv.3:11. Deus sonda nosso coração e esquadrinha nossos pensamentos (Salmos 139), e seu Espírito é sensível e, por isto, ofendeu-se com Moisés. É o que me parece.
    A paz de Cristo.

    1. O contexto diz que Moisés não toca na rocha por duas vezes e algo que Moisés falou que Deus entristeceu com Moisés E no fato de eu ir tocar duas vezes na rocha eny crucifica Jesus de volta quem é a rocha a rocha é Jesus Cristo não penso eu pelas leituras que nem tocar duas vezes na rocha e me crucificar Jesus novamente né Alex Dutra

    2. na verdade Moisés não estava estabelecido em uma verdade presente. a primeira vez que Deus manda ele ferir a rocha, ele o faz…e fez corretamente, mas na segunda vez Deus mandou ele falar com a rocha. Ele se moveu por uma verdade passada, não pode entender a voz de Deus no que se refere a verdade exata e presente.

  2. Fazendo uma leitura mais apurada das Escrituras, vejo que a desobediência foi ao que impediu Moisés de entrar na Terra Prometida. Não o que ele falou, mas sim, por não ter obedecido, deixando-se levar pela murmuração do povo hebreu, sempre insatisfeito.

  3. Não eu não vejo assim,eu acredito que por Moisés ter participado de muitas guerras na época,estava com as mãos sujas de sangue por isso não pode entrar na terra prometida

  4. quando Deus disse moisés fere a rocha, a primeira vez se referia a cristo, mais a segunda não ,porque cristo foi ferido uma vez e não duas , o erro dele foi a desobediência .cristo é a pedra angular da esquina.

  5. Creio eu que as duas ordens significa dois níveis de Deus na vida de Moisés,o primeiro o senhor odena que Moisés fora a rocha com o cajado,mais a segunda ordem,o senhor ordena que ele não fora com a vara mais sim falasse,amados nunca é fácil sair do que a gente já sabe para aquilo que somente Deus em nós sabe fazer,eu vejo que assim foi com.moises, entrar num nível maior de fé nunca é fácil,porém glória a Deus pois a sua a sua palavra e. Verdade daí aprendo que a.sua palavra é o que precisamos para crer.

  6. Prezado Paulo de Aragão Lins
    Deus o abençoe… o que expos acaba mostrando alguma base para a minha compreensão e raciocínio…
    Do contexto todo sabe-se que Moisés é o profeta, e o pecado foi por dizer algo que não dá glória a Deus, e não tão por fazer o contrario do que Deus pediu, uma vez que só Moisés ouviu a instrução de Deus…
    caso contrário, povo nunca se apareceberia da falta de glorificação…

  7. Deus falava muito por símbolos e o que mais tinha valor era a obediência a ordem de Deus, mesmo que eles não tivessem conhecimento das verdades ocultas nas simbologias, assim como fala o apóstolo Paulo, que eram sombras de coisas futuras e que em Cristo se manifesta a realidade. Deus pediu para Moisés falar com a rocha e não feri-lá, a rocha representava Cristo e Cristo foi ferido e verteu água, e Ele é a nossa água viva, e nós podemos falar com a rocha também como Deus pediu a Moisés, Moisés não poderia falar com a rocha, se não a simbologia não teria sentido, agora quanto ao entrar na terra prometida penso que Deus tem um propósito para cada um, e observando a maioria dos homens descritos na Bíblia, após cumprirem o propósito morreram, morrer no tempo ordenado por Deus é benção, mas teve alguém que não quis morrer no tempo ordenado e infelizmente só viu desgraça que foi o caso do rei Ezequias. Graça e paz a todos.

  8. Paz queridos irmãos
    Desde já agradeço pelo texto acima pois me ajudou em alguns pontos, e também sou grato pelos comentários.
    Mas acho que não concordo com alguns pontos, dentre eles o mais “gritante” e fato de Deus ter mandado moises levar a vara. Não entendo da maneira esplanada mas, sim que, Deus em sua plenitude de conhecimento e poder quis mostrar a Moisés que não há regras ou maneiras ou rituais para Ele operar, ela opera da maneira que quiser, quando quiser e onde quiser.
    Quanto ao fato de Moisés não ter entrado na terra prometida entendo que foi simplesmente pelo fato da desobediência.
    E sobre o que ele Moisés falou foi a maneira dura de lidar com o povo e isso as vezes acontece é as vezes se faz necessário, não que isso o afastasse de Deus.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *