utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parábola - Estrelas do Mar

Era uma vez um escritor que morava em uma tranqüila praia, junto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e à tarde ficava em casa escrevendo.




Certo dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar.
Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano.
"Por que está fazendo isso?"- perguntou o escritor.
"Você não vê! --explicou o jovem-- A maré está baixa e o sol está brilhando.
Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia".
O escritor espantou-se.
"Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia.
Que diferença faz?
Você joga umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma.
O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e olhou para o escritor.
"Para essa aqui eu fiz a diferença..".
Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir. Pela manhã, voltou à praia, procurou o jovem, uniu-se a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.

Sejamos, portanto, mais um dos que querem fazer do mundo um lugar melhor.
Sejamos a diferença!

1 Comentário:

Betto Coutinho disse... [Responder comentário]

Acho fenomenal essa parábola. Isso ilustra muito bem o embate ''ateísmo-religiosidade''', porque ateus são pessoas fatalistas, podem se 'dar ao luxo' de - talvez - ajudar alguém, mas jamais o farão por questão ética alguma, mas sim para se sentirem bem, já que são melhores que os demais por estarem libertos das garras do misticismo e superstição da religão. Mas na maioria das vezes ( senão em todas ) passam de largo por crerem que a ''estrelinha do mar'' vai morrer mesmo e não fará diferença alguma fazer algo por ela. As maiores instituições de caridade do mundo foram feitas por cristãos e essa estatística NINGUÉM derruba: o maior orfanato do mundo por George Muller; o World Challenge criado por David Wilkerson e eu poderia citar milhares de exemplos de pessoas que fizeram a diferença na vida de outras que estavam a beira do abismo. Excelente blog

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>