utilizadores online
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Parábola - O Vinho e a água

Jesus ensinou várias verdades através de parábolas para simplificar o entendimento daqueles que o ouviam. Normalmente as parábolas representavam eventos da natureza. No entanto, várias outras eram uma representação alegórica e hipotética de acontecimentos corriqueiros na vida das pessoas. Exemplos: casamento, trabalho na lavoura, pastoreio de ovelhas, etc. É importante notar que nenhuma delas conta alguma história verídica. Dessa forma, podemos entender as parábolas como ilustrações, ou exemplos, para explicar um assunto mais profundo.


O Vinho e a água

Nos Alpes Italianos existia um pequeno vilarejo que se dedicava ao cultivo de uvas para produção de vinho. Uma vez por ano, acontecia uma grande festa para comemorar o sucesso da colheita.
A tradição exigia que nessa festa cada morador do vilarejo Trouxesse uma garrafa do seu melhor vinho, para colocar dentro de um grande barril, que ficava na praça central.
Um dos moradores pensou: "Porque deverei levar uma garrafa do meu mais puro vinho? Levarei água, pois no meio de tanto vinho o meu não fará falta." Assim pensou e assim fez.
Conforme o costume, em determinado momento, todos se reuniram na praça, cada um com sua caneca para provar aquele vinho, cuja fama se estendia muito além das fronteiras do país.
Contudo, ao abrir a torneira, um absoluto silêncio tomou conta da multidão. Do barril saiu ... água!

"A ausência da minha parte não fará falta." foi o pensamento de cada um dos produtores...


Muitas vezes somos conduzidos a pensar "Tantas pessoas existem neste mundo! Se eu não fizer a minha parte, isto não terá importância."... e vamos todos beber água em todas as festas, não?



"Tudo quanto, pois, quereis que os homens vos façam, assim fazei-o vós também a eles; porque esta é a Lei e os Profetas."(Mateus 7:12) 







Abaixo, segue a relação das parábolas proferidas por Jesus:
portaldabiblia.com

ParábolaMateusMarcosLucas
A candeia debaixo da vasilha5:14,154:21,228:16; 11:33
O construtor prudente e o insensato7:24-276:47-49
O remendo de pano novo em roupa velha9:162:215:36
O vinho novo em odres velhos9:172:225:37,38
O semeador e os solos13:3-8,18-234:3-8,14-208:5-8,11-15
As ervas daninhas13:24-30,36-43
O joio13:31,324:30-3213:18,19
O fermento13:3313:20,21
O tesouro escondido13:44
A pérola de grande valor13:45,46
A rede13:47-50
O dono de uma casa13:52
A ovelha perdida18:12-1415:4-7
O servo impiedoso18:23-34
Os trabalhadores na vinha20:1-16
Os dois filhos21:28-32
Os lavradores21:33-4412:1-1120:9-18
O banquete de casamento22:2-14
A figueira24:32-3513:28,2921:29-31
O servo fiel e sensato24:45-5112:42-48
As dez virgens25:1-13
Os talentos (minas)25:14-3019:12-27
As ovelhas e os bodes25:31-46
A semente em crescimento4:26-29
Os servos vigilantes13:35-3712:35-40
O credor7:41-43
O bom samaritano10:30-37
O amigo necessitado11:5-8
O rico insensato12:16-21
A figueira infrutífera13:6-9
O lugar menos importante no banquete14:7-14
O grande banquete14:16-24
O custo do discipulado14:28-33
A moeda (dracma) perdida15:8-10
O filho perdido (pródigo)15:11-32
O administrador astuto16:1-8
O rico e Lázaro16:19-31
O senhor e seu servo17:7-10
A viúva persistente18:2-8
O fariseu e o publicano18:10-14

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Deixe registrado sua opinião. Mas evite palavrões e ofensas, assim seu comentário não correrá o risco de ser moderado.

Tecnologia do Blogger.

Receba as postagens por e-mail

O mundo tem sede de Deus

free counters

Seguidores

Google+ Followers

  ©Rocha ferida - Todos os direitos reservados.

"Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha." Mateus 7:24
type='text/javascript'>